Mosteiro de Seiça com intervenção de 2,7 milhões de euros

A câmara municipal da Figueira da Foz aprovou, hoje, o orçamento para a requalificação do Mosteiro de Seiça, que custará 2,7 milhões de euros, comparticipados, em 85%, pelo programa Portugal 2020.

O presidente da câmara figueirense, Pedro Santana Lopes, disse em declarações que, era uma obrigação cuidar do património sendo de recordar que, foi na sua primeira passagem pela câmara da Figueira da Foz, que este processo começou, com a compra do mosteiro.

O autarca disse, ainda, que recuperar o Paço de Maiorca será outro dos seus objetivos, embora esteja numa situação completamente diferente do Mosteiro de Seiça.

O mosteiro, localizado num vale da freguesia de Paião, no sul do concelho litoral do distrito de Coimbra, junto à linha ferroviária do Oeste e ribeira de Seiça, teve origem na fundação da nacionalidade, embora o conjunto edificado atual seja dos séculos XVI e XVIII.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.