Santana Lopes abre as portas à oposição

O líder do movimento Figueira A Primeira disse, em declarações, que foi “ensinado a perdoar”, mas, “que perdoar é uma coisa e esquecer é outra” 

O recém-eleito presidente da câmara da Figueira da Foz, Pedro Santana Lopes, mostrou-se disposto a atribuir pelouros de vereador a membros da oposição, dizendo que “todos os esforços são poucos”, isto, após conseguir quatro mandatos na câmara municipal.

O ex-primeiro-ministro dirigiu “um abraço” de forma indireta à candidatura do PSD liderada por Pedro Machado, que recorreu para os tribunais contra o movimento ‘Figueira a Primeira’, Santana Lopes esclareceu que foi “ensinado a perdoar”, frisando, contudo, que “perdoar é uma coisa e esquecer é outra” .

Apurados os resultados nas 14 freguesias do concelho, o FAP obteve 40,39% dos votos e quatro mandatos. Em segundo lugar, ficou o PS, com 38,39% dos votos e, também, quatro mandatos. O PSD ficou em terceiro lugar, com 10,83% e um mandato seguindo-se a CDU com 2,68% e sem mandatos.

Pedro Santana Lopes, ex-líder do PSD e ex-primeiro-ministro volta assim a conquistar a presidência à câmara da Figueira da Foz, que já tinha governado, pelo PSD, entre 1997 e 2001.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.