Silvério Manata vence edição de 2020/2021 do Prémio Literário João Gaspar Simões

O escritor, natural de Mira, vence,assim, pela segunda vez, o galardão bienal, tendo já vencido em 2014/2015.

A obra vencedora, “ cuja ação se desenrola no último quarto do século XIX, revisita a região das Gândaras numa altura em que se ensaiava a revolução dos transportes em Portugal e se instalou o caminho-de-ferro no litoral gandarês. Ao mesmo tempo, leva ao leitor o conhecimento do que era esse litoral pobre, de onde se partia para o Brasil e para o Alentejo à procura de uma vida melhor.“

O júri reuniu no dia 02 de setembro e deliberou, por unanimidade, e após “debate sobre o mérito das obras concorrentes e atento o critério de exigência de qualidade literária, conforme ao prestígio do seu patrono e aos valores estéticos e literários por este pugnados, atribuir o prémio à obra «Carris na Duna», da autoria de Silvério Manata.

A escolha foi justificada pela “maturidade da escrita e a sua riqueza lexical, utilizadas de forma criativa pelo uso de termos e expressões regionais próprias das gentes gandaresas“.

Para o júri “a narrativa desenrola-se de forma a prender o leitor, colocando questões pertinentes e atuais ao desenvolvimento das comunidades, ao mesmo tempo que apresenta, em fundo, um retrato da identidade histórica e geográfica da região das Gândaras, à qual ainda pertence o norte do concelho da Figueira da Foz.
Nesta edição não foram atribuídas quaisquer menções honrosas, uma vez que o júri concluiu não haver qualquer obra com merecido destaque.

A edição de 2020/2021 do Prémio Literário João Gaspar Simões, que teve como júri António Tavares, em representação do Município da Figueira da Foz, Maria João de Sousa Martins em representação da Direção Geral do Livro Arquivo e Bibliotecas, e Leonor Xavier, em representação da Sociedade Portuguesa de Autores, recebeu 86 obras, das quais 7 não foram consideradas por não cumprirem o ponto 5.2 do regulamento.

De recordar que o Prémio Literário João Gaspar Simões, instituído em 2009, pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, pretende incentivar a criação literária e dar a conhecer novas obras e autores, assim como contribuir para a valorização e promoção da literatura de qualidade, considerada elemento essencial para o desenvolvimento e enraizamento dos hábitos de leitura e também distinguir tão ilustre personalidade da história literária portuguesa como é João Gaspar Simões, figura grada da literatura nacional, romancista, dramaturgo, editor, crítico e tradutor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.