Figueira da Foz fica com 90 empreitadas adjudicadas

O presidente em exercício da Câmara da Figueira da Foz, Carlos Monteiro, que termina o seu mandato este domingo, com a tomada de posse de Pedro Santana Lopes, disse, em declarações ao Diário As Beiras, a que deixa 90 empreitadas, no valor de 45 milhões de euros, já adjudicadas.

O presidente, em exercício, enumerou algumas das obras, como a substituição do sistema de iluminação pública, com tecnologia LED, a expansão da Zona Industrial, a ponte sobre o Rio Mondego entre Vila Verde e Alqueidão e a requalificação da estrada do Cabo Mondego (Enforca Cães) e a reabilitação do Convento de Seiça.

O próximo executivo camarário “vai ter a vida facilitada, na perspetiva de, durante um ano e meio ou dois anos, ter um conjunto de obras de grande importância e relevância para o concelho”, segundo Carlos Monteiro.

Não obstante, ressalvou que “é evidente que precisa de continuar a preparar os tempos que se seguem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.